Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Milhares de MAPAS MENTAIS DE DIREITO em um só lugar

Disponibilizar mapas mentais de direito para concursos, ensinando através de uma linguagem simples e didática. Essa é a missão do Meu Mapa Mental, um site que busca reunir todas as matérias jurídicas em um só lugar, através de mapas, esquemas e desenhos que te ajudarão a compreender tudo sobre o Direito.

Mapas mentais de direito para concursos

Todo o conteúdo do site está organizado aqui.

Abaixo, existe um menu de mapas mentais de direito, clicando neles, você será automaticamente direcionado para a categoria que deseja, fique à vontade para conhecer mais desse material.

mapa mental direito administrativo
mapa mental direito ambiental
mapa mental direito civil
mapa mental direito constitucional
mapa mental direito penal
mapa mental direito previdenciário
mapa mental direito processual
mapa mental direito do trabalho
mapa mental direito tributário

O que são mapas mentais? Descubra o segredo dessa técnica tão poderosa

Diga-me, quantas vezes passou pela sua cabeça ter mais tempo, ou mesmo produzir mais? Especialmente nos estudos, ou no trabalho, sempre falta aquele tempo extra para passar com a família ou mesmo aproveitar a vida? Aprender mais sobre o processo de criação de um mapa mental e criar seus próprios mapas mentais de direito vai te ajudar a resolver esse problema tão comum na sociedade moderna.

Ao descobrir os mapas mentais, consegui conciliar a Faculdade, o trabalho, manter esse e outros sites e ainda ter tempo livre para aproveitar as coisas boas da vida.

Vou lhes contar uma história bem interessante.

Ao iniciar a faculdade de Direito, eu pensei como seria possível ler tantos livros propostos pelos professores, cada um mais importante que o outro, cada um mais indispensável que o outro.

Buscando várias técnicas de estudo, cheguei aos mapas mentais como ferramenta para organizar tudo isso.

Porém não me contentei “apenas” com esses mapas da mente, fui estudar um pouco sobre memorização, funcionamento do cérebro e outras técnicas para produzir mais em menos tempo.

Para aprender tudo sobre o assunto precisei ler alguns livros bem interessantes.

Caso você queira aprender mais sobre o assunto, te indico esse livro básico:

Mapas Mentais e Memorização Para Provas e Concursos | Willian Douglas e Felipe Lima

Agora, caso você queira se aprofundar, te indico esses aqui:

Mapas Mentais | Tony Buzan
The Memory Book | Janet Wiles e Judith Wiles
Como Passar em Provas e Concursos. Resumo | Willian Douglas

Mas afinal de contas, o que é um mapa mental?

Para que não sabe, o mapa mental foi criado pelo Inglês Tony Buzan, conhecido mundialmente por ser especialista em memória, velocidade de leitura, criatividade e inovação.

O renomado autor de vários Best-Sellers nessas áreas, tem mais de 40 anos de estudo dedicados a ajudar pessoas a pensar melhor e de forma mais criativa.

O mesmo escreveu diversas obras. Dentre elas podemos citar:

  • Spore One – Structure in Hyperspace – 1972;
  • Use your Head – 1974;
  • Speed Memory – 1977;
  • Make the Most of Your Mind – 1984;
  • Speed Reading – 1971;
  • Use Your Perfect Memory – 1991;
  • Use Both Sides of Your Brain – 1991;
  • The Mind Map Book – 1993;
  • Concordea – 2006;
  • Requiem for Ted – 2006;
  • Use Your Memory, BBC publications;
  • Master Your Memory, BBC publications;
  • The Memory Book, BBC publications – 2010;
  • Mind Maps for Business, BBC publications – 2010;
  • Brain Training for Kids, Proactive Press – 2012;
  • The Most Important Graph in the World, Proactive Press – 2012;
  • Modern Mind Mapping for Smarter Thinking e-book, Proactive Press – 2013.

Os mapas da mente ajudam você em vários fatores na vida, entre alguns dele, podemos citar:

+ Tempo: a forma que fazemos anotações, seja em uma reunião de trabalho, seja na aula da faculdade, exige de nós muito tempo. Quem utiliza a técnica ganha mais tempo na hora de fazer anotações e também nas revisões. O método de anotação de mapa mental te dá a oportunidade de guardar somente aquilo que realmente interessa e nenhum detalhe fica de fora, basta associar cada ramo de forma correta para uma perfeita associação.

+ Criatividade: Ao analisar a situação como um todo após ser esquematizada em um mapa mental, te dará uma maior liberdade para ter mais ideias para a resolução do problema e uma clara solução virá quando você mais precisa.

O mapa mental é uma ferramenta que

  • Armazena;
  • Organiza;
  • Estrutura;
  • Prioriza as informações.

Tudo isso através do uso de imagens e palavras-chave que estimulam novas reflexões e ideias sobre o tema abordado.

Tony Buzan em seu livro denominado “The Mind Map Book”, afirma que o segredo da eficiência dos mapas mentais está na sua estruturação, ou seja, a forma como ele é organizado, visto que, o mapa mental na criação de Buzan, é desenhado em forma de neurônio (essa estrutura é levada inclusive para a construção de mapas mentais de direito).

Exemplos de mapas mentais de direito

Até aqui você já viu quem criou, e quais os principais benefícios dos mapas mentais. Abaixo você pode ver alguns exemplos de mapas mentais de direito que atendem perfeitamente todos os requisitos de um mapa mental perfeito.

Como funciona o seu cérebro

Para que você compreenda o funcionamento da técnica, é preciso entender que um mapa mental funciona de forma semelhante ao cérebro, ou seja, através de associações.

É por isso que o maior problema de esquecimento, por vezes tem como motivo a forma como fazemos anotações e armazenamos nossas informações, acredite, o nosso cérebro não funciona de forma linear como são feitas as anotações em um caderno.

Para explicar veja o esquema abaixo:

Mapas mentais de direito - Aprenda como armazenamos informações

Como você pode ver na imagem acima, nosso cérebro armazena informações de forma diferenciada, como um neurônio, do meio para as pontas, utilizando associações.

Assim também deve ser o funcionamento de um mapa mental, através de associações.

Foi com fundamento no “pensamento radiante” que essa técnica literalmente saiu do papel para conquistar o mundo pela sua simplicidade na aplicação e efetividade.

Estudos indicam que para se recuperar informações com exatidão, é necessário fazer uso de duas habilidades para acionar a memória.

  • Associações;
  • Imaginação.

Essas duas juntas, fazem com que você recupere informações rapidamente.

Para ativar o recurso da associação, você poderá fazer uso de:

  1. Setas;
  2. Palavras;
  3. Números;
  4. Ordem;
  5. Padrões.

Já para fazer uso de recursos da imaginação, você deverá utilizar:

  1. Movimento;
  2. Desproporção;
  3. Imagens;
  4. Cores;
  5. Desenhos e imagens.

O interessante aqui, é que você utiliza os dois lados do cérebro, para armazenar de forma mais eficiente tudo que te interessa, esse é outro segredo da eficiência dos mapas mentais.

O pensamento radiante

Mapas mentais de direito - O pensamento radiante

Outro elemento que demonstra como funciona o mapa mental, é o pensamento radiante.

Como eu disse acima, nosso cérebro não armazena o que vemos de forma linearcomo são feitas as anotações, ele armazena e também raciocina de do meio para as extremidades, em várias direções ao mesmo tempo, esse esquema de funcionamento, foi denominado “Pensamento Radiante”.

 

Quer por isso na prática? Vamos então fazer um pequeno exercício:

Quando eu falo a palavra: carro.

Me diga qual a primeira coisa que vem a sua cabeça quando você escuta essa palavra?

Automaticamente você pensará em milhares de outras coisas, para ser mais preciso, coisas relacionadas a carros, vamos demonstrar isso em um mapa mental.

Assim é o pensamento radiante, ele começa com uma ideia central e vai em direção as extremidades, associando, todas as informações que você possui armazenada sobre o tema “carro”.

Poderia aqui continuar com os ramos de forma infinita, até a quantidade de informação que você tiver sobre o ele, daqui sai a explicação para outra consequência do uso dos mapas mentais, o aumento da criatividade.

Mapas mentais de direito - Exemplo carro

Para que serve um mapa mental?

Existe um leque bem grande de possibilidades de aplicação dessa técnica.

De modo geral podemos dizer que, em qualquer lugar que envolva um armazenamento de informações poderá ser utilizada.

Para os estudos (por exemplo) podemos criar nossos próprios mapas mentais de direito.

Tony Buzan em seu livro sobre o tema dá uma ideia bem interessante sobre o uso dos mapas mentais. Ele diz que o mapa mental, além de ser utilizado como uma ferramenta de armazenamento de dados, também seria útil se empregado como uma agenda.

Citando esse caso, ele elenca diversos benefícios:

  • Acontecimentos da vida em perspectiva;
  • Lembrete visual de quanto nossa vida é única;
  • Consulta rápida de eventos e datas importantes.

Como fazer mapas mentais?

Na realidade, colocar em prática a técnica do meu mapa mental é bem simples, você só precisa saber quais elementos são essenciais para um mapa mental completo e utilizar todos eles, assim, você terá sucesso na sua execução e ele atingirá o objetivo proposto, qual seja o armazenamento de informações de forma eficiente.

Os 4 requisitos de um mapa mental perfeito

Compreendido o pensamento radiante, você já sabe 50% dos requisitos de um mapa mental perfeito.

Segundo as técnicas de Tony Buzan, vamos explicar detalhadamente os quatro pilares para esse método, vejamos.

  1. Destaque

Nesse primeiro elemento, trabalharemos com a psicologia do aprendizado, utilizando os dois lados do cérebro para fortalecer a memorização do conteúdo.

  • Trabalhe com uma imagem central (foco);
  • Use cores;
  • Perspectiva e movimento nas imagens e palavras;
  • Variações nos tamanhos das letras;
  • Espaçamento adequado.
  1. Associações

Em seguida, você deverá atentar-se para a associação de informações, outro elemento fundamental para que alcancemos o proposto, que é a memorização. Para isso vamos utilizar dos seguintes elementos:

2.1 Abuse de setas (⇦, ↖, ↴, ⇒);

2.2 Use cores;
2.3 Use códigos ($, #, @, &).

  1. Clareza

Nessa etapa, buscaremos organizar as informações de forma clara e objetiva, evitando a poluição visual do material, para tanto, você pode seguir algumas regras:

3.1 Utilize palavras-chave;

3.2 Escreva as palavras em letra de forma;
3.3 Conecte as ramificações maiores com a imagem central;
3.4 Conecte linhas com outras linhas;
3.5 mantenha as letras retas.
3.6 mantenha o papel horizontalmente a sua frente.

  1. Desenhos

utilização de desenhos é indispensável, assim trabalharemos com os dois hemisférios do cérebro, visando principalmente a memorização.

4.1. De preferência faça os seus desenhos;

4.2. Tente colocá-los em posições centrais utilizando-os para explicar a matéria.

A realidade brasileira

Agora que você é conhecedor da técnica do Mapa Mental, você deve estar pensando nos mapas mentais que você viu por ai, não é mesmo?

Aqui no Brasil, nós temos um estilo próprio de fazer mapa mental, principalmente as obras de grandes editoras que fazem por exemplo “Direito Administrativo em mapas mentais”.

Esse material viola várias regras de criação de um mapa mental, dentre elas, a não utilização de desenhos (principal fator para a memorização), não utilização de cores ou símbolos.

Cada um tem um estilo próprio de aplicar a técnica, mas eu tenho em mente (aqui vai entrar minha opinião) que para se alcançar os benefícios de um mapa mental é preciso que se utilize todos os recursos mencionados, dentre eles, os desenhos, cores e setas.

Programas para fazer mapas mentais de direito ou qualquer outra matéria

Cada um tem um estilo próprio de criação, caso você queira criar seus próprios mapas mentais sobre o assunto, vou listar a seguir alguns dos principais programas para fazer os mapas mentais.

Agora cabe a você conhecer, testar e utilizar a melhor alternativa para criar seus próprios mapas mentais.

XMind

Xmind é um aplicativo muito bom e muito popular no mundo todo, porém muito simples nas conexões, disponível nas versões grátis e paga, pode ser utilizado na versão grátis sem muito problema, é só baixar e testar!

MindMeister

MindMeister é outro software muito famoso, tudo que você cria fica na nuvem ou seja, você não precisa baixar nada para utilizar a ferramenta, ele é todo em Português e muito simples de aprender, pode-se utilizar cores e imagens e você pode compartilhar o mapa através de um link ou mesmo dentro da própria nuvem, porém o software na versão grátis é muito limitado.

Na versão free só é possível criar três mapas, o que limita muito o seu trabalho.

IMindMap

Por último, mas não menos importante, gostaria de compartilhar com vocês a ferramenta criada pelo próprio Tony Buzan, ela é muito boa, pois possui todas aquelas características para um mapa mental perfeito, ditas acima.

Quem tiver interesse em testar, a versão free tem um prazo de 30 dias e a versão pró vai de 100 a 310 dólares.

(Os mapas desta página foram todos criados com esse software).