Skip to content

Aprenda tudo sobre mapas mentais com o Meu Mapa Mental

Nesta página e neste site você nós ensinamos tudo sobre mapas mentais.

Você vai aprender a criar os seus próprios esquemas gráficos e vai ter acesso aos nossos exclusivos mapas mentais de Direito, além de outros mapas mentais para provas e concursos públicos.

Aqui você vai aprender:

  • o que são e como criar seus próprios mapas mentais;
  • técnicas de estudo e memorização para provas;
  • os benefícios dos mapas mentais;
  • como usar seus mapas mentais para revisar conteúdos complexos;
  • vai conhecer os programas mais utilizados na criação de mapas mentais;
  • vai ver exemplos de mapas e diagramas;
  • vai conhecer e ter acesso aos mapas mentais de direito criados pelo meu mapa mental.

Vamos começar?

Conheça os principais tipos de mapas mentais

Abaixo listamos alguns dos nossos principais materiais. Clique e navegue pelos mapas mentais organizados e criados pelo meu mapa mental.

Botão para conhecer os mapas mentais de direito

O que são mapas mentais?

Mapas mentais ou mapas da mente (do inglês mind map) são diagramas utilizados para organizar informação, de forma estratégica, semelhante ao que faz o cérebro, facilitando assim a sua recuperação.

Esses esquemas visuais podem ser utilizados para os mais diversos objetivos, o que inclui a organização de informações, resolução de problemas difíceis e até no gerenciamento de empresas.

Tony Buzan é conhecido como divulgador dessa técnica, que alguns afirmam ter sido criada há vários séculos atrás.

Veja uma de suas palestras em que ele destaca o poder dos mapas mentais.

Qual a importância dos mapas mentais?

Mas por qual motivo essa técnica é tão famosa e tão poderosa?

O que faz os mapas mentais terem uma importância tão grande, principalmente para a memorização de conteúdos complexos?

No livro Unlimited Memory, o professor e campeão de memória Kevin Horsley, afirma que se você quer desenvolver sua memória é preciso trabalhar sua criatividade.

Ou seja, é preciso utilizar a capacidade natural do cérebro de elaborar histórias para memorizar coisas.

Utilizando a imaginação e criando histórias (com imagens, sons e movimento, por exemplo), fica muito mais fácil memorizar qualquer assunto.

E utilizar a criatividade para criar histórias é trabalhar os dois lados do cérebro.

E aqui que chegamos na importância dos mapas mentais.

Essa técnica faz você utilizar tanto o lado criativo, quanto o lado lógico de sua mente.

Os dois lados do cérebro. Na esquerda a lógica, no direito a criatividade. Devemos utilizar os dois lados para criar um mapa mental eficiente.

Para memorizar uma informação, o cérebro cria associações, com conteúdos pré-existentes no seu cérebro.

Ou seja, associa a nova informação a coisas que você já conhece, interligando tudo através de redes neurais.

E é a partir desse modelo natural de memorização que o mapa mental foi pensado e criado.

Um neurônio é a representação da forma como organizamos um mapa mental. As informações são organizadas do centro para as extremidades.
A estrutura de um mapa mental é bem parecida com um neurônio.

Por isso que essa técnica é tão poderosa.

Ela é baseada no processo de memorização natural do cérebro, inserindo nele, informações sem grandes dificuldades e que podem ser acessadas de forma simples e sem grandes dificuldades.

Como criar mapas mentais?

Para criar mapas mentais eficientes, é preciso utilizar tanto o lado criativo, quanto lógico da sua mente.

Por isso que o verdadeiro mapa mental, aquele criado e estruturado com base nas técnicas desenvolvidas pelo seu divulgador Tony Buzan, deve obrigatoriamente conter:

  • setas ( ➔ ➦ );
  • palavras ( ? ? );
  • padrões ( ✳ ᨖ );
  • números ( ① ? );
  • movimentos ( ? ? );
  • cores ( ? ? );
  • imagens e desenhos ( ? ? ).

Além disso, para criar um mapa mental, você deve seguir os seguintes princípios:

  • trabalhe com uma imagem central (o foco do assunto);
  • faça setas para tópicos intimamente relacionados com o tópico central;
  • divida os conteúdos associando os ramos, dos ascendentes aos descendentes;
  • utilize imagens, setas, cores, desproporção, movimento e todos os recursos mencionados no tópico anterior.

O resultado será mais ou menos parecido com este aqui:

Como criar mapas mentais? Nesta imagem mostramos um exemplo de mapa da mente.

Como usar mapas mentais nas revisões?

Uma vez criados seus próprios mapas mentais, ou tendo nossos mapas mentais de direito ou português em mãos para estudar para suas provas, é preciso saber utilizá-los.

Entenda que mapas mentais são ferramentas de memorização e recuperação de informações.

Por isso, eles devem ser utilizados, preferencialmente, para relembrar o que você já estudou, de modo a sempre recordar o conteúdo e refrescar a memória.

NUNCA utilize mapas mentais para aprender novos assuntos!

Com isso em mente, organize seus mapas numerando-os e organizando-os de forma crescente.

Separe caixas e organize os mapas por período de revisões.

Por exemplo, pegue três caixas e escreva nelas: revisões diárias, semanais e mensais.

Sempre que um novo mapa mental for criado, você deve inseri-lo na caixa diária.

Após completar um mês de revisão, passe ele para a caixa semanal e vá fazendo isso sempre que completar um ciclo.

Dessa forma você vai memorizar o conteúdo de forma simples e vai fixar de forma definitiva em sua memória, por mais complexo que este conteúdo seja.

Quais aplicativos ou programas podem ser utilizados para criar mapas mentais?

Mapas mentais podem ser criados tanto de forma manual, quanto por meio de programas ou softwares.

Para quem deseja utilizar a segunda opção, é preciso conhecer e ter acesso aos melhores programas de criação de mapas mentais.

Organizamos abaixo, uma lista com os programas que, em 2020, são consideradas as melhores opções do mercado.

Veja só.

  1. Mindjet: trata-se de um programa com foco em empresas. É possível integrá-lo com Word e demais softwares, entretanto trata-se de uma das opções mais caras no mercado com preço de licença por R$ 1.817,67. Caso tenha interesse em adquiri-la, é possível realizar um teste por 30 dias;
  2. Freemind: um software de criação de mapas mentais gratuito que conta com mais de 2 mil downloads por dia. Com ele, o usuário não precisa se preocupar em pagar nada. Para fazer o download, basta clicar aqui;
  3. Freeplane: trata-se de um programa inteiramente gratuito de gerenciamento de conhecimento. Trata-se de uma excelente ferramenta de memorização que está disponível para download neste link;
  4. Xmind: o xmind é um programa que pode ser baixado para o seu computador, tablet ou smartphone. Ele foi criado especialmente para brainstorming e geração de ideias. O programa pode ser utilizado de forma gratuita, mas para liberar todos os recursos é necessário pagar USD 39,99 (6 meses) ou USD 59,99 (12 meses);
  5. MindMeinster: uma ferramenta online de mapeamento mental. O programa não precisa ser baixado, pois todos os conteúdos criados ficam hospedados na nuvem. Possui um plano grátis, mas só permite a criação de três mapas. O plano pago varia de USD 2,49 a USD 6,29.

E você, o que achou das opções? Não esqueça de acompanhar nosso conteúdo e também de praticar suas habilidades criando seus próprios mapas mentais!

42 Compart.
Twittar
Compartilhar
Pin27
Compartilhar15